for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Eletrobras contrata consultoria para definir modelo de retomada de Angra 3

SÃO PAULO (Reuters) - A subsidiária de geração nuclear da estatal Eletrobras fechou a contratação de uma consultoria para viabilizar a conclusão da usina nuclear Angra 3, atualmente com a construção paralisada.

Segundo publicação da Eletrobras Eletronuclear no Diário Oficial da União desta segunda-feira, a companhia pagará pelos serviços um valor global de 3,86 milhões de reais à A&M Capital Projects & Infraestrutura.

A contratada deverá realizar “serviços de consultoria para estabelecer o novo modelo para retomara e conclusão do projeto de Angra 3, com viés econômico-financeiro e estrutura de gestão”, segundo a descrição no Diário Oficial.

A contratação foi realizada sem licitação, conforme aprovado pelo diretor-presidente em exercício da Eletronuclear, Leonam dos Santos Guimarães.

A publicação não diz o prazo para conclusão dos serviços contratados.

Procurada, a Eletrobras não comentou de imediato.

Em maio, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, disse que a conclusão de Angra 3 deve exigir até mais 9 bilhões de reais e cinco anos de trabalho.

A Eletrobras e o governo brasileiro têm buscado parcerias para viabilizar a retomada da construção da usina nuclear, e há atualmente negociações com coreanos, franceses, chineses e russos para um eventual investimento no empreendimento.

As obras de Angra 3 foram paralisadas ainda no final de 2015, em meio a acusações de corrupção contra as empresas contratadas para a montagem da usina e a atrasos de pagamentos pela Eletrobras.

Acesse mais informações sobre a contratação no Diário Oficial da União: here

Por Luciano Costa; Edição de Raquel Stenzel

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up