for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Fact Check-É falso que Bolsonaro liderou pesquisa Ipec de 12 de setembro de 2022; vídeo foi manipulado

19 Set (Reuters) - Um vídeo que circula nas redes sociais usa um trecho adulterado do Jornal Nacional, da TV Globo, para exibir uma suposta pesquisa Ipec em que o presidente Jair Bolsonaro (PL) estaria à frente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em intenções de voto nas eleições deste ano. Isso não aconteceu. O telejornal mostrou exatamente o contrário: na pesquisa de 12 de setembro, o petista é quem estava na dianteira da disputa, com 46%, contra 31% de Bolsonaro.

O conteúdo manipulado inverteu as porcentagens de todas as pesquisas exibidas na reportagem, como índices de aprovação do governo Bolsonaro e simulações de segundo turno. A desinformação começou a circular na véspera da divulgação de uma nova pesquisa Ipec, prevista para esta segunda-feira também no Jornal Nacional.

A publicação adulterada (here) editou a fala dos apresentadores William Bonner e Renata Vasconcellos e os slides que mostram a evolução das intenções de voto dos candidatos à Presidência em 2022 segundo a pesquisa Ipec do dia 12.

O vídeo adulterado altera a ordem da fala de Bonner, fazendo parecer que ele disse que Bolsonaro tinha 46% e Lula, 31% das intenções de voto. O que o apresentador realmente falou foi: “Lula tem 46% e Jair Bolsonaro, 31% das intenções de voto”.

O vídeo original pode ser assistido no site do Jornal Nacional (here). A pesquisa do Ipec, disponível no site do instituto, também mostra o mesmo (here).

A publicação adulterada também mente ao citar uma suposta liderança de Bolsonaro no segundo turno. Segundo o Ipec, Lula é quem venceria com 53% dos votos (here), não Bolsonaro.

Quanto à aprovação da administração de Bolsonaro, a porcentagem correta é de 30%, enquanto 45% dos participantes desaprovam a sua gestão. Ainda segundo a pesquisa, 59% desaprovam a maneira como o presidente governa, enquanto 35% aprovam (here).

O vídeo ainda omite as porcentagens de intenção de voto dos outros candidatos à Presidência. Segundo o Ipec, na semana passada, Ciro Gomes (PDT) era o terceiro colocado na corrida eleitoral, com 7%, empatado tecnicamente com Simone Tebet (MDB), que seguia com 4%. Soraya Thronicke (União Brasil) e Felipe D’Ávila (NOVO) apareciam com 1% das intenções de voto (here).

Em nota enviada à Reuters (ibb.co/MVFg5TW), o Ipec desmentiu o conteúdo do vídeo e informou que os resultados corretos podem ser verificados em seu site (www.ipec-inteligencia.com.br/). A empresa também disse que está “denunciando o vídeo no Sistema de Alerta de Desinformação Contra as Eleições do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e no Ministério Público Eleitoral (MPE) para que adotem as medidas cabíveis.”

Em agosto, a Reuters Fact Check checou um vídeo manipulado que usou o mesmo expediente para desinformar. O conteúdo usava um trecho adulterado do Jornal Nacional que invertia os percentuais de intenção de voto de Lula e Bolsonaro para fazer parecer que o presidente liderou a pesquisa divulgada no dia 15 daquele mês (here).

VEREDICTO

Alterado digitalmente. Um vídeo que circula nas redes sociais usa um trecho adulterado do Jornal Nacional, da TV Globo, para exibir uma suposta pesquisa do Ipec em que o presidente Jair Bolsonaro (PL) estaria à frente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Isso não aconteceu. O telejornal mostrou exatamente o contrário: na pesquisa de 12 de setembro, o petista é quem estava na dianteira da disputa, com 46%, contra 31% de Bolsonaro.

Este artigo foi produzido pela equipe da Reuters Fact Check. Leia mais sobre nosso trabalho de checagens de afirmações nas redes sociais aqui (here).

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up