for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Fact Check-Ibope e Datafolha não erraram resultado do primeiro turno para presidente em 2018 por 10 pontos

14 Set (Reuters) - Não é verdade que Ibope (atual Ipec) e Datafolha erraram por 10 pontos o resultado do primeiro turno da eleição presidencial de 2018, como afirma um vídeo no Instagram. A publicação faz uma comparação incorreta entre os percentuais de intenção de votos totais, que incluem brancos e nulos, e os de votos válidos, que são apenas os dados aos candidatos e são os usados para se determinar o resultado de uma eleição.

Os números da pesquisa de boca de urna do Ibope – a única feita pela empresa com a intenção de prever o resultado do pleito – tiveram diferença de um ponto percentual para o resultado final, e ficaram dentro da margem de erro prevista para o levantamento. O Datafolha não fez boca de urna, mas sua pesquisa feita na véspera da votação não teve a diferença mencionada no vídeo.

As pesquisas de intenção de voto realizadas antes das eleições não têm o objetivo de antecipar quem será o presidente eleito, mas mostrar a preferência da população no momento em que são feitas (here).

O vídeo checado (here) cita um artigo segundo o qual os levantamentos divulgados por Ibope e Datafolha na véspera do primeiro turno erraram o resultado da corrida presidencial por 10 pontos, o que não é verdade (here).

O então candidato Jair Bolsonaro (PL, na época PSL) encerrou o primeiro turno em 2018 com 46,03% dos votos válidos, na frente do petista Fernando Haddad, que teve 29,28% (here). A última pesquisa de intenção de voto divulgada pelo Datafolha mostrou Bolsonaro com 40% dos votos válidos, contra 25% de Haddad (here). Na do Ibope, Bolsonaro teve 41% das intenções de votos válidos e Haddad, 25% (here).

Ou seja: nos dois casos, a diferença entre a intenção de voto para Bolsonaro nas pesquisas feitas na véspera do primeiro turno por Ibope e Datafolha e o resultado do primeiro turno foi menor do que a alegada no vídeo.

Para julgar se os institutos acertaram ou não o resultado do pleito, o correto seria analisar as pesquisas de boca de urna, que são realizadas imediatamente após a saída dos votantes da eleição (here).

Na pesquisa de boca de urna realizada pelo Ibope, os resultados ficaram dentro da margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou menos. O instituto mostrou liderança de Bolsonaro com 45% dos votos válidos, contra 28% de Haddad (here). O Datafolha não fez pesquisa de boca de urna no primeiro turno de 2018.

VOTOS VÁLIDOS x VOTOS TOTAIS

A menção à suposta diferença de dez pontos se deve a uma comparação incorreta entre o percentual de intenção de votos totais medido pelas pesquisas -- 36% para Bolsonaro tanto no Ibope como no Datafolha – com o resultado final, medido em votos válidos.

Os percentuais de intenção de votos totais incluem brancos e nulos, o que não ocorre no cálculo dos votos válidos. O resultado da eleição só leva em conta os votos válidos, ou seja, aqueles dados apenas para candidatos (here).

As pesquisas prévias ao pleito têm como objetivo medir a preferência da população no momento em que são realizadas, não o de acertar o resultado da votação (here). A percepção das pessoas sobre determinado candidato pode mudar mesmo na última hora, e há ainda os indecisos, que definem seu voto apenas às vésperas do pleito.

Segundo o Datafolha, no primeiro turno de 2018, 12% dos eleitores decidiram o voto para presidente só no dia da eleição (here).

“Dimensões de natureza social e comportamental estão sujeitas a impactos informacionais, psicológicos, econômicos. Trata-se de uma realidade construída socialmente e muito mutável. Portanto, mesmo que apliquemos todos os procedimentos científicos corretamente, o que medimos em determinado instante pode ou não ser permanente. Aquilo que medimos em pesquisas eleitorais não representa uma profecia de como as pessoas irão se comportar daqui a um mês ou dois. Ou sequer amanhã”, disse o diretor da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (Abep) João Francisco Meira à Reuters Fact Check em agosto (here).

A cerca de três semanas do primeiro turno, Bolsonaro está em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto, atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No último Datafolha, divulgado no dia 9 de setembro, Lula teve 45% das intenções de voto, contra 34% de Bolsonaro (here). A mais recente pesquisa Ipec, divulgada na segunda-feira, mostrou o presidente com 31% e o petista, com 46% (here).

VEREDICTO

Falso. Não é verdade que Ibope (atual Ipec) e Datafolha erraram por 10 pontos o resultado do primeiro turno da eleição presidencial de 2018, como afirma um vídeo no Instagram. A publicação faz uma comparação incorreta entre os percentuais de intenção de votos totais, que incluem brancos e nulos, e os de votos válidos, que são apenas os dados aos candidatos e são os usados para se determinar o resultado de uma eleição. Os números da disputa ficaram dentro da margem de erro da pesquisa de boca de urna do Ibope, única feita pela empresa com a intenção de prever o resultado do pleito. O Datafolha não fez boca de urna, mas a pesquisa feita na véspera da votação não teve a diferença mencionada no vídeo.

Este artigo foi produzido pela equipe da Reuters Fact Check. Leia mais sobre nosso trabalho de checagens de afirmações nas redes sociais aqui (here).

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up